Saúde

Eu tenho Síndrome de Borderline e preciso te contar

Desabafo sincero de uma mente que não tem paz

Oi, Eu tenho Síndrome de Borderline e preciso te contar! Eu não lembro bem a quanto tempo você me conhece, mas certamente você não me conhece tão bem quanto imagina. Eu deveria ter feito isso antes, bem antes, mas nunca é tarde demais pra tentar explicar como a minha cabeça funciona. Principalmente quando eu acho que preciso de ajudar, pois não tô mais conseguindo sozinha e cansei de tentar parecer bem para não ficar explicando (ou tentando).

Há cerca de dois anos, depois de uma série de crises de ansiedades constantes, fui ao psiquiatra e recebi o diagnóstico de que tenho dois transtornos mentais: transtorno de ansiedade generalizada e síndrome de borderline. Muita gente fala sobre ansiedade, mas pouco se fala sobre borderline e, provavelmente por isso, eu também tenho uma certa dificuldade pra falar e me expor, afinal, não é tão fácil assim falar para as pessoas que eu sou emocionalmente instável e posso ir da alegria à tristeza em segundos num ciclo sem fim. Deve estar confuso, né? Eu sei… Deixa explicar um pouco melhor.

Síndrome de Borderline também conhecido como transtorno de personalidade limítrofe, é um problema de saúde psicológico e psiquiátrico, onde a pessoa apresenta uma personalidade com um padrão de instabilidade constante do humor e do comportamento, com mudanças de atitude súbitas e de forma impulsiva. Essas mudanças podem durar horas ou até mesmo dias, não existe um padrão. É uma doença mais comum de atingir mulheres e acredita-se que acomete cerca de 1,7 a 3% da população geral. Os gatilhos para o aparecimento são diversos, indo de separações, situações constrangedoras a abuso sexual.

 

Alguns sintomas comuns

  1. Esforços desesperados de evitar o abandono real ou imaginário
  2. Padrão de relacionamentos instáveis
  3. Dificuldade em relação à autoimagem
  4. Impulsividade elevada
  5. Automutilação
  6. Comportamento suicida
  7. Mudanças de humor constantes
  8. Paranoia temporária relacionada ao estresse
  9. Raiva intensa ou dificuldade de controlar a raiva

 

Eu apresento praticamente todos esses sintomas, sendo alguns mais fáceis e outros mais difíceis de esconder e até mesmo de controlar. Sim, eu escondo (ou tento) alguns desses sintomas, porque fico sempre achando que vou incomodar ou preocupar quem convive comigo sem necessidade. Mas esse período de pandemia e isolamento me fizeram perceber que eu tenho estado mais instável que antes e mais paranóica também. A sensação é que o ansiolítico não funciona, o remédio para dormir não funciona e a terapia também não. Sim, eles funcionam, só que tá tudo tão aumentado que só agora eu começo a perceber que sem esse tratamento eu estaria muito pior.

Você não faz ideia de como foi difícil pra mim colocar tudo isso pra fora e deixar você saber. Tenho chorado há dias com a cabeça pensando em tanta coisa que parece que vai tudo explodir a qualquer momento. Mas eu consegui e agora você me conhece um pouco mais e sabe contra o que eu luto diariamente. Me desculpa a grosseria desnecessária e impulsiva em diversos momentos, juro que algumas vezes não era a intenção ou nem percebi.

Se possível, quero muito que você olhe o conteúdo abaixo. Acredito que passou da hora da gente se conhecer e de você me entender um pouco sem que eu tenha vergonha ou medo disso.

 

Alguns filmes sobre Borderline

Atração Fatal (1987)
Mulher Solteira Procura (1992)
Gia – Fama e Destruição (1998)
Garota Interrompida (1999)
Geração Prozac (2001)
Distúrbio Mortal (2002)
As Horas (2002)
Monster – Desejo Assassino (2003)
Borderline (2008)
Sete dias com Marilyn (2011)
Bem-vindos ao meu mundo (2014)
Allure (2017)
Eu Sinto Muito (2019)

 

Livros sobre Borderline

Corações Descontrolados: O jeito borderline de ser – Ana Beatriz Barboza Silva
Mentes que amam demais: O jeito borderline de ser – Ana Beatriz Barboza Silva
Como Lidar com o Transtorno de Personalidade Limítrofe – Borderline: Guia prático para familiares e pacientes – Martin Bohus

 

Links para entender um pouco mais sobre Borderline

https://hospitalsantamonica.com.br/como-lidar-com-o-transtorno-de-personalidade-borderline/

https://medium.com/@michelleoliveira/a-vida-em-extremos-a-rotina-de-quem-tem-borderline-95e938817316

https://www.vice.com/pt_br/article/3kkmj9/transtorno-de-personalidade-borderline

https://www.minhavida.com.br/bem-estar/materias/31058-4-dicas-para-conviver-com-quem-tem-borderline

Nascida em São Paulo e criada em Recife, pisciana, publicitária, fotógrafa, viciada em seriados, tatuagens, tênis e apaixonada por azul.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *