Carta para o meu eu aos 15 anos

15.9.17

Carta para o meu eu aos 15 anos - Dona Bispa

Querida Si,

já se passaram 14 anos e eu precisava te contar um pouco sobre o que está por vir. Sei que você anda um pouco triste, pois descobriu recentemente que herdou uma doença sem cura, mas olha só, a sua garra e a sua força de vontade não podem ser deixadas de lado. Elas foram e são fundamentais nas suas vitórias. Vai dar vontade de sumir, de se afastar das pessoas, só que você tem parentes e amigos tão incríveis, que nada disso vai acontecer de fato.

É minha querida, os rapazes podem nos magoar como você acaba de descobrir, mas olha só, você também vai magoar alguns deles. Tudo isso faz parte de um processo de amadurecimento e autoconhecimento. Em breve, você terá muito orgulho da mulher que está se tornando. Sim, está se tornando, afinal, você aprende um pouco mais a cada dia.

Se eu te contar que o seu sonho de ser bióloga marinha se transformará em outros dois sonhos tão bonitos quanto, você acredita? Pois é, ao que tudo indica, seu amor e admiração pelo mar vai seguir sendo algo apenas pessoal, porque o universo te reservou novos amores no ramo profissional. Ah, não se preocupe, você será muito dedicada no que faz e as pessoas falarão isso para você. Lembra daquele desejo lindo, de fazer fotos encantadoras e marcantes? Aposto que você vai duvidar de mim, mas você é talentosa e vai ouvir isso diversas vezes.

Infelizmente, nem tudo são flores e você vai passar por momentos difíceis no quesito amor. É que mulher negra ainda segue sendo vista como um pedaço de carne, um objeto de desejo e você, minha querida, estará entre aquelas que os rapazes brancos desejam para saciar os desejos, mas quase nenhum vai te assumir de verdade. Isso fará você duvidar de si, questionar sua beleza e até mesmo sua inteligência, pois uma relação abusiva há de te embaraçar num momento de transição em sua vida. Mas não se desespere, há males que nos fortalecem e todos esses farão de você uma mulher ainda mais bonita, confiante e empoderada. Melhor que isso, você será inspiração para outras meninas e ficará muito feliz ao ouvir isso delas. Então, segue firme e não desista de si.

Opa, quase ia me esquecendo... Aquele sonho que apareceu no ano passado, lembra? Aquele, de voltar para a sua terra natal. Minha querida, não desista dele e nem ache uma maluquice, porque será mais um dos teus sonhos a se tornar realidade e você não tem noção do quanto vai surpreender a si e também aos outros. Serás tão feliz, que poderá falar com todo o orgulho do mundo "eu era feliz e sabia... minha adolescência foi incrível e cheia de aprendizado" e apesar de todas as brigas com tua mãe, ela terá muito orgulho de quem você está prestes a se tornar. Ela vai admirar o seu jeito, mesmo não concordando com vários posicionamentos seus.

Então, meu último conselho é esse: não deixa os momentos ruins ocuparem muito espaço em sua cabeça e, principalmente, em seu coração. Você não merece gastar seu tempo e sua energia com isso. Vai, ergue essa cabeça! Tem um futuro lindo demais esperando por você.


Com carinho,
Si de 29 anos.




Esse post faz parte da blogagem coletiva da #blogosferamaisunida.
Leia outras cartas lindas:

Blog daPriscilla - http://bit.ly/2x7pRxZ
Mundo da Helen - http://bit.ly/2y3Qe5e
Oxente Menina - http://bit.ly/2x8MhPh



Imagem: Shutterstock

Leia também:

0 comentário(s)

Receba as atualizações no seu email!

Seguidores