Estou de mudança, e agora?

6.6.17

Estou de mudança, e agora? - Dona Bispa

Há algum tempo estou desejando e planejando sair da casa da minha mãe, mas sempre acontecia algo que me fazia adiar essa decisão, sem falar do meu descontrole financeiro que parecia não ter fim (não pode ver uma brusinha, essa loka). Eis que finalmente eu sentei com ela e falei "mãe, vou trocar de emprego e sair de casa".

A novidade caiu de paraquedas na minha vida e junto com ela veio um mix de sensações. Chorei de alegria, de tristeza, fiquei eufórica, ansiosa e também preocupada. Vivi 29 anos sob o teto da minha mãe, nunca precisei cozinhar por muito tempo, não tinha o trabalho de lavar de fato minhas roupas, a geladeira sempre esteve cheia porque minha mãe é daquelas que não abrem mão de mesa farta e pessoas explodindo de tanto comer. Meu maior tempo sem ela em casa foi um mês, período que ela viajou de férias e, ainda assim, deixou comida preparada pra gente por achar que não iríamos fazer nada e morreríamos de fome, hahaha.

Chegou o momento de pensar em contas, aluguel, alimentação e todo aquele combo que a vida de adulto que mora só tem. Já andei pirando, mas a empolgação domina e resolvi contar um pouco dessa mudança de vida aqui no blog.

E agora, o que levar?



via GIPHY

Não é fácil arrumar a mala, encaixotar as coisas e selecionar o que de fato é primordial, principalmente para mim que quando viajo por alguns dias quero levar o guarda-roupa inteiro comigo. Preciso praticar o desapego com muitas das minhas coisas e, sinceramente, tenho muita dificuldade com isso.

Acho que a gente cresce tão doutrinado a ter apego pelas coisas, que num momento como esse de mudança, tudo se torna um pouco mais difícil. Estou aprendendo a analisar tudo o que tenho, o que realmente devo manter comigo, o que devo desapegar... Não é algo fácil, mas devagar estou conseguindo.

Estou pensando em escrever sobre cada processo da mudança. A separação das minhas coisas, os problemas com despacho pelos correios ou transpotadora, a organização do novo quarto, a ansiedade... Será que rola? Talvez em vídeo pra ficar mais legal. Veremos!

Leia também:

0 comentário(s)

Receba as atualizações no seu email!

Seguidores