Não desconte em mim suas frustrações passadas

30.8.16


Você falou que prefere estar só, pois as pessoas sempre vão te abandonar quando você se apegar. Mas eu não tenho culpa se as pessoas que passaram por sua vida antes de mim te magoaram. Não posso ser responsável por todas as vezes que você projetou expectativas em alguém e, por algum motivo que não sei bem, acabou quebrando a cara. Quando ficou estabelecido que algumas experiências ruins anulam a possibilidade de vivermos coisas boas mais adiante?

Acredito que esse seja o grande erro de nossa geração, não acreditar em bons sentimentos, desconfiar de tudo e de todos, deixar de se relacionar com alguém por medo de dar errado. Mas espera, o que seria dar errado? O tempo que você passou com cada pessoa, os momentos felizes, as risadas, os frios na barriga, nada disso conta? Acho que falar que não deu certo é bem errado. Deu certo sim! Por um ano, dois, três meses... Deu certo durante o tempo que você esteve com elas. Por que a gente não pode tentar? Se desprende desse medo.

Quando criança, você não deixou de aprender a andar porque iria cair. Ao longo da vida, não superou tudo o que já houve de ruim para simplesmente abrir mão de sua felicidade. Eu não estou te fazendo promessas, muito menos fazendo cobranças, tudo o que desejo é que você se permita e me permita sorrir com você. Não se tranque num mundinho isolado, onde tudo o que lhe resta é solidão e pessimismo. Aprenda a se amar e deixe que te amem. Mas se por algum acaso a vontade for de chorar, me avisa assim mesmo, juro que fico ao seu lado, nem que seja apenas para ficar em silêncio enquanto você desabafa e por fim, te dar um abraço.

E por favor, eu lhe peço, não desconte em mim suas frustrações passadas.

Leia também:

0 comentário(s)

Receba as atualizações no seu email!

Seguidores