Bagunça

10.9.13


E você chegou do nada, me pegou desarmada e fiquei sem saber como agir. Você veio como quem não quer nada e se instalou num cantinho com cuidado, com carinho... Ainda bem!
Mas eu vou te confessar, tenho medo, muito medo! Não sei se estou realmente pronta para seguir em frente, já caí tanto que às vezes me pergunto se não é mais seguro permanecer assim, deitada. Prometi ajudar na sua bagunça, mas ainda não arrumei a minha, e vou ser sincera, nem sei por onde começar! São tantos pedacinhos soltos por aí que fico pensando se vale a pena juntar.
É, quem sabe a gente se ajuda, se arruma, se dá bem. Espero que sim, pois já te quero bem, meu bem.


Fazia tempo que não me sentia à vontade pra escrever... Beijos!

Leia também:

5 comentário(s)

  1. simples e que passa tudo que tá sentindo. já disse que adorei e achei lindo, me identificar com ele foi fácil, afinal, passei por algo de bagunça também.

    abraços Bispa.
    www.oquefaltou.com

    ResponderExcluir
  2. que lindo, me emocionei... amei, amei, amei!
    beijos Si

    ResponderExcluir
  3. Vai... e não se arrependa nunca de tentar... os caquinhos o tempo ajuda a juntar! ;)

    ResponderExcluir

Receba as atualizações no seu email!

Seguidores